Discutível Perfeição: SOB O TAPETE

ÚLTIMOS POSTS









domingo, 2 de dezembro de 2018

SOB O TAPETE


- Por que escrever? Qual o sentido nisso? – ela me perguntou com a sobrancelha arqueada. Estava claro como água cristalina que ela não aprovava minha decisão. Quanto a mim?! Bem... Eu só revirei os olhos e lhe dei as costas.

- Eu não terminei de conversar com você, mocinha! – seu tom era autoritário. Sério. Por que as mães não podem simplesmente apoiar seus filhos? Eu não mereço esse interrogatório! Não mesmo! - Volte aqui e me explique nos mínimos detalhes essa idéia absurda de ser autora... 

- Não é ser autora, mãe... É ser escritora! – gemi enquanto girava o corpo para enfrentá-la. – Há uma grande diferença entre os dois! Imensa!

Seus olhos se estreitaram, então foi a vez dela bufar. – Que seja! - Mãe, eu sei que a senhora não entende... Mas, eu realmente quero fazer isso! – argumentei com os olhos colados nos dela.

- Ninguém vive de escrita! Não há futuro para você... – e lá estava a famosa placa com luzes de neon. Por Deus! Será que ninguém conseguia acreditar que eu realmente era boa?! Claro, claro! A minha professora de língua portuguesa me incentivou a cursar letras durante tudo o ensino médio. Acho que... É! Ela acreditava no meu talento! Sorri para mim mesma com a lembrança, antes de voltar os olhos para minha mãe mais uma vez.

- Olha, mamãe... Você pode não entender, mas é isso que eu quero fazer com a minha vida. Escrever, escrever e escrever... Nada, além disso, me atrai. – essa era a mais pura verdade. Eu não me imaginava atrás de uma mesa, ou em um consultório. Meu lugar era atrás daquela escrivaninha de madeira velha, não atrás de balcões e toda a glória de uma bela carreira executiva.

- Sonhos não enchem barriga! – sua declaração me trouxe de volta ao presente.

Então, enchi meus pulmões com aquele ar úmido de uma manhã de sábado. Era inútil discutir, portanto, colei um sorriso falso nos lábios e com toda dissimulação possível concordei com ela.

- Ótimo! Agora, vamos falar sobre aquelas vagas de trainee! – e mais uma vez ela conseguiu tudo o que ela queria.

Ops! Ou melhor, ela pensa que conseguiu. Afinal, dessa vez eu não estava desistindo. De um jeito ou de outro, tem que dar certo. Mesmo que por hora, minha carreira de escritora tenha que ficar sob o tapete.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design