Discutível Perfeição: MADRUGADA

ÚLTIMOS POSTS









terça-feira, 11 de setembro de 2018

MADRUGADA


Virei outra vez na cama, era apenas mais uma tentativa de encontrar uma posição confortável. Tentei de todas as maneiras pegar no sono, mas nenhuma bem sucedida. Meus pés roçavam o lençol já amarrotado, enquanto os olhos encaravam a escuridão. Minha mente pousou em meio a lembranças que estava me esforçando para esquecer, porém todo o empenho havia sido vão. Agora, estava entregue a nostalgia do momento. De repente a campainha tocou, lancei um olhar para o relógio, eram três e meia da manhã. Quem será? Indaguei, contudo não consegui pensar racionalmente. Quando dei por mim, já estava a caminho da porta. Fiz uma pausa para acender a luz do corredor, mas tão logo já estava em movimento outra vez. Minha mão voou na maçaneta, torci a chave no tambor e ouvi o barulho oco da tranca recolhendo. Respirei intensamente, fechei os olhos por segundos. A campainha soou novamente, abri os olhos de pronto e finalmente girei a maçaneta. A porta moveu-se lentamente para fora da minha visão e nesse instante um arrepio percorreu minha espinha.

- Você o aqui que fazendo? – questionei confusamente.

Seus lábios se contorceram em um lindo sorriso – Ah?! O que você disse? – investigou divertidamente.

- O que você está fazendo aqui há essa hora? Você não tem relógio? – declarei irritada.

- Relógio... Bem, isso eu tenho... Agora... Não conseguiria esperar pra fazer isso... – explicou e antes que pudesse retrucar, seus lábios bloquearam os meus.

Minhas emoções estavam em uma montanha russa, todavia me entreguei ao beijo. Seus lábios moviam-se em sintonia aos meus, suas mãos acariciavam minhas costas, enquanto minhas mãos amimavam timidamente sua nuca. Pude sentir sua respiração em minhas bochechas, o ar quente que saia de seus pulmões provocou uma onda de arrepios. Um desejo aflorou, mas o contive. Durante alguns minutos nos perdemos entre o real e o fantasioso. Entretanto, seus lábios desbloquearam os meus, confesso que cedo demais e então o encarei com olhos confusos.

- Você sabe quanto tempo estive debatendo comigo se deveria vir aqui ou não? – perguntou.

- Não! – disse e revirei os olhos – Gabriel... Por favor... Fale coisa com coisa... – implorei.

- Desculpe! Vou alinhar meus pensamentos... – infirmou.

- Alinhar seus pensamentos? – averigüei irritada – Você veio até a minha casa a essa hora... Me beija e depois diz que precisa alinhar seus pensamentos! Gabriel! Por obséquio! Diga algo que faça sentido... – desabafei.

- Não quero ficar mais um minuto longe de você... Ana... Eu amo você! – expos.

- Ah!? O que? – questionei confusamente.

- Você ainda não percebeu que me apaixonei por você? – disse risonhamente – Que ironia... O seu melhor amigo apaixonado por você! – confessou.

- Espera... Você está me dizendo que se apaixonou por mim? – parafraseei.

- É! – concordou.

- Ok! Preciso me sentar... – disse e me dirigi até o sofá.

- Céus! Ana... Eu venho aqui e me declaro e quando fico esperando por uma resposta positiva ou simplesmente um toco... Você me diz que precisa se sentar! – afirmou insatisfeito.

Respirei fundo por umas duas vezes – Sabe qual é o seu problema Gabriel? Nunca consigo te entender... Você é tão confuso, irritante, surpreendente, charmoso, sexy, carinhoso, amável... Talvez pudesse contar-lhe sobre cada coisa que admiro em você... Mas não irei... Droga! Somos amigos... Melhores amigos... – expirei – Mas não há mais nada que possa fazer para conter meu desejo por você... Te amo de uma maneira irracional... – disse e afundei meu rosto em minhas mãos.

- Hey! – chamou com uma voz afável – Diz de novo que sou sexy... – disse com certo tom de divertimento.

- Gabriel! – gritei.

Nesse instante percebi que ele estava sentado ao meu lado no sofá, observando minhas reações. Sua atenção era tão genuína, como se estivesse observando uma flor.

- Sabe... Amo quando você fica irritada... – proferiu.

- Quando você vai parar de falar bobagens e me beijar de novo? – inquiri.

- Hum... Acho que agora! – respondeu e então seus lábios bloquearam os meus mais uma vez.

Imagem: Is this for real?

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design