Discutível Perfeição: CARTA

ÚLTIMOS POSTS









domingo, 9 de setembro de 2018

CARTA


Uma cachoeira saia do bico da garrafa para a xícara, a fumaça dançava desordenadamente. O cheiro de café entrou pelas minhas narinas e isso me fez salivar. Aproximei a xícara dos meus lábios, a fumaça acariciou meu rosto, entretanto sabia que o liquido ainda estava quente demais. O desejo de saboreá-lo era grande, porém sabia que iria provocar uma queimadura. Então, com muito esforço afastei a xícara, a colocando na mesa segundos depois. Decidi ir checar minha correspondência, afinal meu café não esfriaria tão rápido.

Sai e saudei o dia confuso. Nuvens e sol disputavam espaço no céu, assim como a tristeza e a alegria disputavam espaço no meu coração. Suspirei com a comparação, todavia chacoalhei a cabeça para que se dissipasse. Marchei com certo desanimo até a caixa do correio, assim que tinha em mãos o bolo de impressos, voltei para dentro. Os atirei na mesa, contudo nesse instante um envelope de cor vermelha chamou minha atenção, voltei dois passos e o retirei do meio dos outros. Analisei-o com certo cuidado, não havia remetente, tampouco destinatário. Quem envia uma carta para mim sem colocar esses dados? Perguntei e a resposta foi instantânea, ninguém! Intrigante... Será que devo abrir? Mas não esperei pela resposta sensata, estava cansada demais de fazer a coisa certa. Em um impulso, abri e retire de dentro do envelope um papel de cor amarelada, parecia velho, a curiosidade gritava. Não consegui conter meus atos, o desdobrei e iniciei a leitura...

Bom dia,

Mais um dia se inicia e gostaria de compartilhar-lhe algumas coisas. Sei que não sabes quem sou, ou pelo menos pensa que não sabes, mas na verdade isso não importa. Preciso lhe falar de coisas que esquecestes, ou não tens notado. Tua falta de atenção me dói tanto, nunca para e observa o que tens feito, apenas acumula responsabilidade e mais responsabilidade aos seus atos. A maneira que tu te vês é tão contraditória, distorcida. Algumas vezes penso que precisas de óculos. Já cogitei a possibilidade de lhe dar um, mas acabei desistindo da idéia, teu rosto ficaria muito diferente com eles.

Bem, deves estar se perguntando porque escrevi estava carta. Escrevo-lhe para contar um pouco de ti para ti. Sinceramente, espero que entendas. Consumo grande parte do meu tempo observando cada gesto, cada sorriso, cada palavra tua. Venho por meio desta, lhe mostrar o quanto sei a teu respeito, apesar de saber que tu não sabes uma vírgula sequer sobre mim. Contarei pra ti todas as minhas apreciações.

Começarei pelos olhos. Ah... Teus olhos... São como duas grandes janelas, há quem diga que são janelas da alma, porém digo que são tua verdade. Nunca encontrei olhos tão verdadeiros, revelam pensamentos com uma facilidade. Ofendo-me quando tentas esconde-los, porque nesses momentos não posso ler-te. Lembro que uma vez li determinado pensamento que adocicou tanto meu ser. “Prefiro a verdade, a mentira.” Ah... Doce pensamento, mas a situação não era agradável, pois mais uma vez estava te assistindo chorar, não me alegra ver tuas verdades inundadas por águas amargas. Por diversas vezes desejei te pegar no colo e ninar-te, mas não permites que ninguém se aproxime. Sofres sozinha, choras sozinha e mesmo que teus olhos te delatem, o egoísmo das pessoas as cegam.

Tu és diferente... Altruísmo, palavra que define a bondade em teus atos. Observei em poucas pessoas o cuidado com o outro, ao invés de si mesmo. Tens isso em teu comportamento, tantas vezes presenciei momentos de extremo cuidado com o que te são próximos, um cuidado que nem todos têm. Ah... Como gostaria de observar o mesmo em outras pessoas, mas nem sempre isso advém.

Sabe... Amo tua maneira de sorrir, sinceridade há nos teus lábios. Seus vários sorrisos encantam-me de tal maneira. Oh... Perdoe meu mau jeito de contar sobre ti, mas às vezes perco totalmente a linha de raciocínio. Deixe lhe explicar que durante todo esse tempo venho observando em especial teus sorrisos, até hoje consegui enumerar sete tipos diferentes. Poderia descrevê-los, entretanto não o farei, pois não quero correr o risco de perder um deles. Aliás, devo te confessar que há em meu peito uma dor latente quando teus lábios se transformam em linhas disformes, como dói ver o sofrimento neles...

Por fim, gosto de ouvir teu gargalhar. Sinal de alegria, vida e coragem. Apesar de muitos não suportarem, para os meus ouvidos é como pura música. Assim como quando me chamas. Ah... Meu nome proferido por seus lábios soa de uma maneira tão única. Alegro-me sempre em ouvir tua voz a chamar, nunca se esqueces de mim...

Poderia lhe escrever sobre tantas outras coisas. Descrever como admiro a tua maneira de andar, dançar, cantar... No entanto, não o farei. O que lhe escrevi é suficiente para acalentar teu coração e alegrar teu dia. A noite passada foi tão perturbadora, choro e gritos eclodiram de tua garganta num rompante que me doeu tanto. Como desejei te consolar, mas ontem, justamente ontem, não permitiste. Então escrevi esta carta com a intenção de lhe mostrar que os questionamentos feitos durante a madrugada são absurdos. Espero que estas palavras grafadas tragam consigo um pouco do meu amor por ti. Sim! Amo-te de uma maneira que nem imaginas e sinceramente anseio que me ames da mesma forma...


Com carinho,
Teu Amigo

Minhas bochechas eram leito de rio, soluços silenciosos brotavam em minha garganta. Tentei descobrir quem escreveu a carta, mas a letra grafada com tamanha perfeição era desconhecida por mim.

- Seja quem for o autor dessa carta... Obrigada! Meu amigo! – disse com dificuldade e sorri.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design