Discutível Perfeição: INIMIGO

ÚLTIMOS POSTS









sábado, 4 de agosto de 2018

INIMIGO


Estava deitada sob uma árvore, os fones lançavam a melodia em meus ouvidos enquanto os pés marcavam o ritmo e os lábios balbuciavam a letra da canção. Outra vez entregue as recordações, fechei os olhos e me permiti fantasiar.

A inconsciência me guiava para um mundo novo quando uma mão afagou meus cabelos, instantaneamente abri os olhos e encarei o até então desconhecido, rapidamente retirei os fones e regressei a realidade - O que fazes aqui? – indaguei.

- Precisamos conversar... - foi tudo que disse, sua expressão era azeda.

- Ok... - afirmei e com certa destreza me pus sentada.

- Quem lhe deu a idéia de que um dia pudéssemos ser mais do que amigos? - inquiriu.

- Ninguém... Mas, por que me perguntas isso? Nunca afirmei nada... - expliquei.

- Negar não vai te ajudar... Sei o que tu disseste... - contrapôs.

- Não vou ficar aqui para escutar asneiras... - informei e fiz menção de levantar.

- Espere! – pediu, sua mão segurou meu braço.

- Me solta! - ordenei.

- Não! Ainda não terminamos... - informou.

- Pra mim não há mais nada a ser dito... - afirmei com ironia.

- Contudo, sinto lhe informar que ainda há muito a ser dito... - explanou.

- Não! Não, há! - avisei e com determinação arranquei meu braço de suas mãos, me coloquei em eixo e marchei para longe dali.

- Como você é teimosa! - concluiu.

Virei-me para encará-lo e dar uma resposta a altura, mas depois reconsiderei.

- Fugir é sempre mais fácil, não é mesmo? - questionou.

Nesse instante o sangue me subiu, dei meia volta e vim em sua direção para lhe dizer umas boas verdades. Não foram necessários mais do que dez passos e já estava frete a frente com ele.

- Sabe qual é o seu problema? - inquiri.

- Não! Nem preciso saber... O que sei é que tu me enlouqueces... - afirmou.

- Por que perco meu tempo com você? – me questionei.

- Porque me amas... - afirmou com certo sarcasmo.

- Vai pro infer... - comecei, mas seus lábios bloquearam os meus antes que a palavra fosse completamente dita.

Meus sentimentos eram ovos mexidos, não conseguia pensar claramente, estava totalmente confusa. Contudo, uma sensação de proteção me inundou, há muito não sentia algo assim. Quando nossas bocas se separaram abri os olhos e o observei, em seu rosto era nítida a agitação. Respirei profundamente durante alguns segundos, todavia estava congelada, não consegui esboçar qualquer reação ao que acabara de acontecer.

- Hey... Terra chamando! – articulou enquanto estalava os dedos.

Sacudi minha cabeça, a ficha caiu. Imediatamente, dei as costas para ele e iniciei uma marcha sem rumo.

- Aonde você vai? – questionou.

Não repliquei, tampouco tracejei qualquer sinal de que responderia, apenas segui meu caminho. Então, pude ouvir passos vindos em minha direção, mas antes que ponderasse fazer algo sua mão segurou meu braço e com certa violência me obrigou a encará-lo.

- Quer, por favor, me dizer o que esta havendo contigo... – implorou.

- Estou pondo meu coração para dormir... – expliquei.

- Ah?! Espera... O que você está me dizendo? – indagou.

- Eu não posso ficar, mas também não posso partir... – afirmei e uma lágrima brotou em minha face.

- Como assim? Por obsequio, me diga algo que faça sentido! – exigiu.

- Sou meu pior inimigo... Não é você, sou eu... Estou com medo... – confessei.

- Medo!? Por quê? – investigou.

- Já me feri tantas vezes... Não sei até quando posso suportar... Estou cansada de colocar curativos em meu coração... – revelei.

- Hey... Não sei se te ajuda, mas também estou com medo... Nunca me permiti cultivar algo tão forte por alguém como estou fazendo por ti... – expôs.

- Então, onde ficamos? – questionei.

- Aqui... Amanhã será um novo dia, provavelmente com novos medos, portanto vamos viver hoje... – disse e sorriu.

- Você tem toda razão... Agora, será que até o fim desse dia terei a oportunidade de ser beijada novamente? – investiguei.

Ele apenas sorriu travessamente e me beijou.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design