Discutível Perfeição: REVELAÇÃO

ÚLTIMOS POSTS









segunda-feira, 23 de julho de 2018

REVELAÇÃO


Nossas pernas estavam enroscadas como dois anzóis sob o edredom. Minha cabeça permanecia sobre seu peito, estava ouvindo cada batida do seu coração. A respiração calma e compassada indicava que a inconsciência o dominava. Desejei poder fechar as cortinas dos meus olhos e ser levada para um mundo onde esse sentimento não tem domínio sobre mim, contudo ainda estava encarando a escuridão. Percebi que meus olhos estavam ficando mareados por lágrimas, segurei o choro. Cogitei levantar, mas fiquei com receio de acordá-lo. Todavia, não poderia segurar as lágrimas por muito tempo. Com muito cuidado levantei minha cabeça de seu peito, apoiei os cotovelos no colchão e desenrosquei nossas pernas. Assim que me vi livre, rolei em direção a beira da cama. Repousei meus pés no piso e vagarosamente andei até a porta, agradeci que estava apenas encostada. Já do lado de fora segui até a cozinha, peguei uma caneca de louca e a enchi com café. Andei silenciosamente até a porta que dava saída para a sacada, a abri e segui para uma das cadeiras que lá estavam. Observei a noite, o céu estava estrelado, mas não havia lua. Milhões de pensamentos foliavam em minha mente, entretanto nenhum deles me agradava. Coloquei meus pés na ponta da cadeira e encarei a caneca com café, ainda não havia tomado um gole sequer. Analisei atentamente à fumaça que subia, era como um balé.

- O que tu estas fazendo aqui? – perguntou com um tom preocupado, isso me assustou.

- Nada, só não consigo dormir... – expliquei, mas havia tristeza em minha voz, torci para que não houvesse percebido.

Andou calmamente até a cadeira mais próxima, a todo o momento me analisando. Fiz o mesmo enquanto ele se aproximava, mas me pareceu que nada o incomodava.

- É a terceira noite essa semana que tu ficas com insônia... O que esta acontecendo? – questionou com uma das sobrancelhas levantadas, estava errada, algo o chateava.

Desviei meus olhos dos dele, encarei a caneca – Nada... – respondi, ou melhor, menti.

Sua mão flutuou até o meu queixo e delicadamente elevou minha face – Te conheço muito bem, não mintas pra mim... O que seus olhos têm escondido? – calma e doçura confeitavam sua voz.

- Estou com medo... – declarei e então uma gotinha brotou em meus olhos e correu pelas bochechas.

- Medo? – indagou, a confusão era nítida.

Não posso esconder isso por muito mais tempo, ele precisa saber. Suspirei e engoli alto – Estou grávida... – sussurrei.

Nesse momento sua expressão era uma perfeita gororoba, mas finalmente um sorriso definiu o sentimento predominante, alegria era a emoção que coloria seu rosto.

- Mesmo?! – disse em um tom abobalhado e então ponderou – Ah... Agora entendo... Tudo vai dar certo! Não tenhas medo, vou estar ao teu lado sempre! – declarou com a voz transbordante de alegria e confiança.

Inclinei meu corpo para o lado e coloquei a caneca com o café no chão, então sai do meu lugar para sentar no seu colo. Recebeu-me de braços abertos, lágrimas correram pelo meu rosto – Obrigada! – disse entre soluços e afundei meu rosto em seu peito.

- Te amo! – sussurrou em meu ouvido, tentei evitar, mas um sorriso decorou minha expressão.

- Eu também! – proferi e uma nova sensação me inundou; pela primeira vez em dias me senti segura.

Não ficamos ali por muito tempo, logo voltamos para dentro. Seguimos direto para nosso quarto, contudo nenhum dos dois dormiu. A necessidade de termos um ao outro era tão forte que não conseguimos nos conter. Palavras eram desnecessárias, apenas olhares e toques descreveram o que desejávamos dizer. Apesar do medo e insegurança sabíamos que nunca estaríamos sozinhos.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design