Discutível Perfeição: A DANÇA

ÚLTIMOS POSTS









quinta-feira, 19 de julho de 2018

A DANÇA


O som que vinha de duas caixinhas pretas no canto da sala fazia meu corpo movimentar-se, a cada batida uma nova oscilação nascia e o reflexo no espelho revelava um sorriso involuntário. Minha mente se via mais longe dali a cada segundo, a realidade era apenas uma amarga lembrança. Meu corpo contorcia-se e retorcia-se e a sensação que corria por minhas veias, era a cada segundo mais intensa. Meus olhos fecharam-se e meu coração galopava a uma velocidade anormal, quase saindo do peito. Finalmente fui conduzida para um mundo novo, onde nada mais era tão necessário, cores e luzes se misturavam em um balé descoordenado. Porém, cedo demais fui trazida de volta. Minhas pálpebras levantaram-se enquanto a música dava seus últimos suspiros. Encarei-me no espelho, a imagem refletida estava embaçada, forcei a visão para que tudo ficasse mais claro.

- Uau! Isso foi fantástico! – declarou uma voz distante, mas coberta de surpresa.

Virei-me de maneira brusca, meu coração ainda martelava e minha respiração era ofegante – Faz quanto tempo que você está me espionando? – perguntei em um tom transbordante de ira.

- Acabei de chegar... – respondeu calmamente.

- Hum... A propósito... Quem é você? – questionei com uma sobrancelha levantada.

- Não importa... – declarou com um sorriso travesso, seguiu até o aparelho de som e começou a derribar a pilha de CDs. Parecia que estava procurando algo, mas o quê?

- Desculpe, mas você não pode mexer nesses CDs... – informei em um tom sério enquanto me aproximava dele. Contudo, ele continuou ali. Um sentimento de fúria invadiu-me de tal modo. Como alguém entra aqui e faz o que quer sem pedir autorização? – Você me ouviu?! – gritei, mas fingiu que nada estava acontecendo – Eu vou chamar a diretora do estúdio! - ameacei.

Virei-me e segui a passos largos rumo à porta, mas não foram necessários mais do que quatro passos e uma mão segurou fortemente meu braço. Um som estranho, pelo menos pra mim, invadiu o ambiente. A batida era convidativa, sensual... Talvez... Não! Apaixonante... Essa era a palavra certa. Ele me puxou de maneira que o enfrentasse, sua outra mão agarrou minha cintura, levantei meu olhar para encará-lo. Assim que nossos olhos se encontraram um arrepio percorreu meu corpo, vi o desejo pulsar neles. Sua perna esquerda encaixou-se entre as minhas e moveu-a de tal maneira que meu corpo se curvou para trás, sua mão em minha cintura definiu a direção, girei cento e vinte graus e então voltei meu corpo ao eixo. Sua mão direita correu pelo meu braço até que encontrou minha mão, segurou-a e seu pé deu a direção. Ao som da batida da música valsamos, todavia não eram passos suaves como em uma valsa, mas firmes. Ele me conduzia de uma maneira diferente, nunca havia dançado daquela forma com ninguém. Havia momentos em que via seus olhos queimarem. Me deixei ser guiada. Foram minutos únicos, desejei que o momento durasse mais, porém tão logo a música despediu-se. Estávamos ofegantes, no entanto continuamos girando por alguns segundos e então paramos. Tentei encontrar minha voz, mas não tive sucesso. Apenas o olhava, um sorriso levado apareceu em seu rosto, entretanto seus olhos estavam em brasa. Ele aproximou seu rosto do meu, seu nariz acariciou minha bochecha e um novo arrepio cruzou meu corpo. Imediatamente meu coração que já batia intensamente, acelerou mais.

- Obrigado pela dança! – sussurrou em meu ouvido e então me soltou.

Meus olhos ainda estavam vidrados nele – Quem é você? – questionei novamente.

- Não importa! – disse e saiu pela tangente.

Todavia, continuei ali parada, tentando processar tudo o que havia ocorrido. Quem seria ele? Que dança foi essa? No entanto, não haviam respostas para nenhuma dessas questões. Levantei meu rosto e encarei meu reflexo no espelho, existia um sorriso bobo decorando minha expressão. Apesar de não ter uma explicação plausível para o que aconteceu esta tarde, tenho uma única certeza, foi suficiente para ser inesquecível.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design