Discutível Perfeição | Estórias, cotidiano, mulherzice e tudo que me intriga...: INTERVALO

ÚLTIMOS POSTS









quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

INTERVALO


Finalmente o sinal tocou, levantei da minha carteira, andei em direção a porta e ao sair da sala fui surpreendida, ele estava encostado na parede próximo à porta me esperando com um lindo sorriso em seu rosto. Eu não pude acreditar no que via, parecia um sonho. Assim que nossos olhos se encontraram seu sorriso aumento e enquanto me aproximava um tímido sorriso brotou em meus lábios.

- Oi – ele disse.

- Olá – respondi.

Não tivemos a capacidade de dizer nenhuma outra palavra, ficamos apenas nos olhando. Ele buscava em meus olhos respostas para suas perguntas silenciosas e eu conseguia ver nos dele uma mistura de sentimentos dos quais nunca havia visto antes, tentei identificá-los, mas estavam confusos demais para que pudesse compreender.

De repente senti sua mão direita tocar minha mão esquerda, ele as levantou até que entrelaçamos nossos dedos; nós não tiramos os olhos um do outro. A sua outra mão saiu do bolso da sua calça para a minha cintura, onde carinhosamente me puxou pra perto dele. Quando finalmente desviei meus olhos para nossas mãos, pude perceber que ele acompanhara meu olhar e que seus lábios se contorceram em um sorriso discreto. Não pude evitar o arrepio que passou pelo meu corpo, tampouco o sorriso que apareceu em meus lábios quando nossos olhos se encontraram novamente. Nesse mesmo momento pude sentir sua mão deixando a minha cintura para tocar o meu rosto e quando o fez, outro arrepio percorreu meu corpo.

- Eu amo você – foi tudo que me disse.

Antes que pudesse responder seus lábios bloquearam os meus. Nesse momento, meus olhos se fecharam. Minhas mãos ganharam vida própria indo para a sua nuca e as dele foram para a minha cintura, onde fechou ainda mais o espaço entre nós. Pude sentir sua respiração em meu rosto, provar o sabor dos seus lábios. Naquele momento o beijo com o qual tanto sonhara, finalmente aconteceu, não podia acreditar. Sentia-me tão alegre porque estava nos braços da pessoa que amava e desejei que esse momento não tivesse fim.

Foi nesse exato instante que o sinal tocou. Assustados, nós abrimos os olhos e nos afastamos imediatamente, acabando bruscamente com o nosso momento. Porém nossos olhos não se desprenderam em nenhum momento, no entanto não dissemos nenhuma outra palavra. Tínhamos que voltar para a aula, teria que me despedir dele, mas não queria fazer isso. Ele de alguma maneira notou o motivo da minha hesitação.

- Eu vou estar aqui quando sua aula terminar, te esperando – sussurrou no meu ouvido.

- Tudo bem - concordei.

Então me deu um beijo no rosto, se virou e foi em direção a sua sala. O observei até que sumisse de vista. Fui obrigada a voltar para a sala, no entanto não consegui mais prestar atenção na aula; pois minha mente estava revivendo cada momento do intervalo.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design