Discutível Perfeição | Estórias, cotidiano, mulherzice e tudo que me intriga...: DESAMOR

ÚLTIMOS POSTS









sábado, 16 de julho de 2016

DESAMOR


Hey, você!!! Meu leitor que de vem em sempre passa por aqui e vê a casa as moscas. Não!!! Eu não desisti de blogar. Eu só... Precisava de um tempo!

É isso mesmo que você leu!

Pode soar muito estranho, mas nos últimos 45 dias, eu precisei ser egoísta comigo mesma. Quis dar um tempo e dei, sem qualquer culpa ou medo.

E sabe por quê?!

Amadurecer é um processo lento e por vezes doloroso e cada um de nós precisa passar por esse momento a sós. Não foram dias fáceis, ou melhor, alguns foram, outros nem tanto. Mas, a cada noite que eu deitava na cama, tinha a certeza de que fiz meu melhor. E isso bastava...

O que levo desses últimos dias são aprendizados pra lá de marcantes, e a triste realidade de que eu aprendi a desamar. Como isso é possível?! Bem, nem eu mesma sei, porém as últimas semanas foram muito convincentes para meu coração. E eu simplesmente, puff... Deixei de acreditar no amor, e não me refiro apenas ao amor romântico, mas também o fraterno e todas as suas variantes. É como se meu coração estivesse completamente congelado.

Isso é loucura, Becca!!!

Bem, no começo eu também achei, mas agora?! Eu simplesmente aceitei viver com esse karma. O engraçado é que quando eu tinha meus 15 anos, se alguém me dissesse que estava apaixonado por mim, ou que me amava, meu coração inflava no peito. Contudo, hoje - dez anos depois - quando ouço as mesmas afirmações, meu coração apenas boceja e volta a fazer o que estava fazendo. Engraçado, como podemos olhar nos olhos das outras pessoas e apenas sorrir, sem sentir nada além.

Acho que boa parte disso, se deve ao fato de que eu deixei de ser ingênua. Hoje, não acredito em cada uma das pessoas que escrevem palavras bonitas e em seguida, dão as costas quando mais se precisa delas. Isso aconteceu comigo tantas e tantas vezes, amigos que me juraram amor eterno e no fim, não honraram com suas promessas.

Eu acredito em atitudes, escolhas. Palavras são pífias. Nada vezes nada. E hoje, enchem meu coração de bocejos preguiçosos. Talvez, eu esteja com preguiça das pessoas. Não quero relacionamentos vazios, amizades falsas ou amores interesseiros.

Meu coração está definitivamente fechado para balanço...

Talvez eu o abra, talvez não...

Mas, por agora, sigo com meu desamor pelas pessoas e pela realidade, até quando?! Não faço ideia, sei apenas que vivo um dia por vez, porque o amanhã realmente não importa.

Um beijo!!!

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design