Discutível Perfeição | Estórias, cotidiano, mulherzice e tudo que me intriga...: GAROTA VENENO

ÚLTIMOS POSTS









segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

GAROTA VENENO


Um dia você acorda e se olha no espelho, mas não se reconhece mais. Há alguma coisa faltando, pois o reflexo que lhe encara de volta não é o que seus olhos procuram. Então, sua mente começa a trabalhar no que você pode fazer para mudar essa sensação e como num passe de mágica, a ideia de mudar seu cabelo surge entre as duas ruguinhas das sobrancelhas.

Você já teve essa sensação?!

Pois é, foi exatamente isso que aconteceu comigo em meados do ano passado. Se eu fiquei animada?! Mas é claro!!! Eu estava in love com a ideia de mudar completamente meu cabelo, contudo não fazia ideia de como isso aconteceria. O que eu sabia sobre ser ruiva? Nadica de nada... Por aí, já dá pra imaginar como foi...

Eu cheguei na loja de cosméticos sem qualquer noção de colorimetria, ou qualquer outra coisa relacionada a tintura. Oh, por favor!!! Eu já tinha pintado meu cabelo outras vezes, mas sempre tinha ido ao salão e dito o que queria e a cabeleireira preparava. Logo, minha noção de tintura se resumia a um grão de mostarda. Então, eu dei trabalho pra vendedora. Foram necessários quase quarenta minutos para que me decidisse pelo tubo de tinta da Alfaparf.

Liguei pro salão no fim do mesmo dia e marquei um horário, para minha sorte, eles tinham um para o dia seguinte. Então, numa quinta-feira chuvosa, lá fui eu pro salão. Levou menos do que eu esperava e bang, eu estava completamente ruiva.

Se eu amei?! Claro que sim!!! Saí do salão me sentindo maravilhosa...

Contudo, no dia seguinte, quando acordei e me encarei no espelho, não consegui reconhecer a garota ali. Torci meus lábios mais vezes do que imaginei ser possível e me agarrei a ideia de que estava deslumbrante. Todos amaram a mudança, mas minha mente continuava se perguntando quem era aquela garota todas as vezes que enfrentava o pedaço de vidro reflexivo.

Levou quase quinze dias para me acostumar com a mudança e foi só quando isso aconteceu que consegui compreender que, não importa se sou loira, ruiva ou morena. O fato de eu estar incomodada com minha imagem era porque meu eu verdadeiro estava começando uma mudança que seria tão significativa que eu precisava externalizar de alguma forma, por isso a mudança radical no meu cabelo se fez necessária.

Hoje, eu continuo ruiva, não porque as pessoas acham que combina comigo ou coisa parecida. Acabei percebendo, sem querer, que essa cor de cabelo diz muito mais sobre a minha personalidade do que a que eu realmente tinha. E foi graças a essa mudança que aprendi várias lições importantíssimas, afinal ser ruiva dá MUIIIITTTOOO trabalho.

Agora, me diga você... Já mudou alguma coisa em você mesma por impulso?! Conta pra mim!!!

Um beijo!!!

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design