Discutível Perfeição | Estórias, cotidiano, mulherzice e tudo que me intriga...: BATOM ESCARLATE

ÚLTIMOS POSTS









terça-feira, 5 de janeiro de 2016

BATOM ESCARLATE


Me enfrentei pela quarta vez no espelho, enquanto brincava de contorcionismo com meus lábios fantasmagóricos. Eu já havia colocado todas as camadas necessárias em meu rosto - metodicamente - para que essa noite fosse mais um show de horrores. Ora, por favor! Eu não estou sendo dramática... Longe disso! Mas, nada me deixava mais irritada do que saber que teria que ser a garota perfeita. O modelo que escolheram para mim... Eu sei, eu sei! Ideia pífia essa de que as pessoas devem seguir moldes, entretanto, não tinha certeza se estava disposta a puxar o gatilho da tão frequente discussão.

- Anita, ande logo! Não podemos chegar atrasados! - ouvi os gritos do meu namorado. Não pense que ele era um rapaz ruim... Mas, definitivamente, ele não era pra mim!

- Estou fazendo o melhor que posso... Você pode, por favor, me dar mais cinco minutos! - rebati com uma careta azeda. Ah! Se eu pudesse mandar todos para o inferno... Iriam sem passagem de volta! Nesse instante, passei a língua nos lábios para secar o sarcasmo que brotava.

- Mulheres! - resmungou e bateu o que me pareceu ser uma porta, mas não poderia ter certeza a menos que saísse para fora do meu quarto. Trabalho que me dei o direito de recusar!

Olhei novamente para o espelho e depois para o mundo de cosméticos sobre a penteadeira. Inspirei e expirei algumas vezes, enquanto aquela vozinha velha e caquética resmungava dentro de mim. Eu sempre fui boa em mantê-la quieta, contudo hoje alguma coisa estava diferente...

Não levou mais do que dez segundos para que meus ouvidos zumbissem com o estouro do tiro. Yep! Eu puxei o gatinho! Então, dei um salto da cadeira e como em um passe de mágica, me despi da fantasia que me escolheram e vesti o que realmente desejava. Depois, a passos largos, me aproximei do espelho e comecei a colorir minha boca com o vermelho escarlate que minha avó tanto condenava.

- Ani... Mas, que diabos você está fazendo! - o guincho do Jonathan foi tão alto que tenho certeza que minha vizinha do décimo andar ouviu.

- Estou pronta! - anunciei e saí desfilando pelo quarto com toda a pompa que eu merecia.

- Você vai assim?! - indagou ainda com a voz a umas boas oitavas acima do que era considerado por muitos, elegante.

- Qual o problema?! - tartamudeei calmamente com aquele sorriso travesso.

- Essa não é você! - replicou com mais cuidado e me enfrentou.

- Hummm... Acho que você usou as palavras de forma muito irresponsável... - sugeri e dessa vez, não me permiti secar a ironia que escorria sutilmente pelo meu lábio escarlate.

Ele apenas me olhou com um daqueles olhares assassinos.

Sorri, como o gato Cheshire - Não se preocupe querido, você vai gostar dela! - informei e segui tranquilamente até a porta, porém parei antes de chegar ao corredor - Ou, odiá-la! - atirei sem voltar a enfrentar seus olhos.

Então, alcancei o corredor e com ele, a certeza de que teria que enfrentar muitos outros olhares assassinos. Mas, minha alma estava em paz. Afinal, hoje eu estava no comando!

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mas lembre-se:

✔ Identifique-se;
✔ Evite palavrões, educação é bom, bonito e todo mundo gosta;
✔ Estou aberta a todas as opiniões, mesmo que a sua seja uma crítica;
✔ Retribuirei qualquer comentário, se possuir blog;
✖ Não faça propaganda de seu blog, se quiser deixar o link, comente usando a opção Nome/URL ou com o seu OpenID.

Obrigada por comentar!!! =D



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Michele Design